quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Dia 3 - Dia do descobrimento

Depois do fatídico pedacinho de bolo de ontem, posso ter perdido um ponto por ter comido "um doce" mas perdi também 600gr e noto que algum volume já desapareceu também. Parte disso deve-se ao exercício e alimentação equilibrada que mantive durante todo o dia e que as calorias de um pedaço de bolo caseiro de fruta não afectaram.

Hoje é o dia do descobrimento e posso dizer com toda a certeza que o meu descobrimento mais precioso é o poder que a corrida tem em mim. É essa descoberta pessoal que quero partilhar convosco, talvez cientificamente não consiga explicar-vos coisas concretas, mas por experiência própria posso dizer-vos que é das melhores coisas que existem para melhorar tudo no nosso corpo.

Aprendemos a respirar, o nosso coração trabalha melhor, logo todos os outros orgãos do corpo também e apesar dos primeiros 5 minutos serem muito difíceis para quem não está habituado, se insistirmos todos os dias em fazer mais um minuto, entre os 7 e os 10 minutos acontece algo incrível, as dores nos joelhos começam a desaparecer, tal como as dores no peito provocadas pelo esforço e pela respiração mais acelerada, e entra algo em cena que faz milagres...eu suponho que sejam as endorfinas, mas mais uma vez não vos consigo explicar cientificamente (corrijam-me médicas que estejam de serviço por aqui, se estiver errada :) ). Dizem que são as endorfinas que provocam sensações de êxtase e de felicidade, presentes no exercício físico ou na prática de sexo... uma espécie de euforia e de ausência de dor. A partir desse momento somos nós, o chão e o bater do coração... pessoalmente sinto-me livre e consciente, não há pensamentos, sou apenas eu naquele momento. Depois, aos poucos, dependendo da resistência de cada pessoa, as dores vão regressando até pararmos por  termos atingido o nosso máximo cardíaco (pessoalmente, paro de correr quando a minha frequência cardíaca chega aos 180). Como tenho ainda pouca resistência paro de correr aos 15 minutos de corrida seguida, mas sei que podemos ir aumentando a resistência à medida que perdemos peso e se formos aumentando 1 minuto por treino.
A corrida é, por isso, uma espiral saudável, quanto mais corremos, mais resistência ganhamos, mais calorias perdemos, mais peso perdemos, mais momentos de euforia experienciamos, mais força ganhamos para fazer mais um minuto no dia seguinte, mais calorias perdidas e assim sucessivamente. Posso dizer-vos que há 2 anos nunca achei que seria capaz de correr, cada vez que ia ao ginásio nunca pisava a passadeira, porque preferia caminhar ao ar livre, por isso só fazia outras máquinas, até um dia experimentar. Corri um minuto e parei exausta. Como sou teimosa e via nos visores das passadeiras dos outros valores como 300 calorias perdidas e uns 7km de distância percorrida pela pessoa a correr ao meu lado, pensava.. porque é que eu não hei de conseguir também? Fui adicionando 1 minuto de cada vez e passados 2 meses, cheguei mesmo a correr 30 minutos seguidos - foi uma das minhas pequenas vitórias. Depois no ano passado parei de fazer exercício por estar desempregada e de ter começado a trabalhar em 2 sítios em simultâneo para conseguir pagar a renda. Regressei ao ginásio em Junho deste ano, mas por alguma razão fiquei com medo de voltar à passadeira, não queria enfrentar a minha ausência de resistência e o facto de ter engordado tanto desde a última vez que tinha corrido, mas a semana passada voltei a correr a sério e já estou nos 15 minutos seguidos :) Espero voltar aos 30 minutos e quem sabe um dia ultrapassá-los e chegar aos 45, sei que isso só depende de mim.


Pronto fica a minha recomendação para todas vocês que ainda não tenham experimentado... dêem uma oportunidade à passadeira ou à rua do vosso bairro e aos vossos pés para vos mostrar o que valem e quem sabe, têm uma surpresa :)

Feliz 12-12-12 a todas!!
_________

PA: cereais integrais com leite magro
MM: pouquinha quantidade de pinhões (uns 20gr no máximo)
A: peito de frango grelhado com salada de tomate e castanhas assadas (pouca quantidade) - escolhi as castanhas em vez de arroz, acho que foi uma escolha sensata e equilibrada. sobremesa: tangerina.
L: chá verde + fruta com canela
J: sushi com as amigas (quantidade equilibrada a acompanhar com chá) + iogurte com banana

Exercício - pausa
Alimentação - ok
2 pontos

4 comentários:

  1. Ao passar pela net encontrei o seu blog , que me chamou à atenção li a primeira postagem e folhe-ei mais lagumas, é um blog feito com muito entusiasmo, e dedicação, gostei do conteúdo e quero deixar os meus parabéns, quando encontro um blog bom deixo sempre um comentário e um convite.Ficarei grato se me der a honra da sua visita no meu blog O Peregrino E Servo. Se desejar seguir eu sempre vou retribuir seguindo seu blog também.
    Sou António Batalha, cristão evangelico. Deixo a minha benção, e a paz de Jesus.
    PS.Ao seguir meu blog faça-o de forma a que eu possa encontrar o seu blog, para que possa segui também.

    ResponderEliminar
  2. gostei mesmo de ler o que escreveste, é mesmo a tua experiência pessoal e fico feliz de saber que é realmente possível. Eu tenho pouca resistência, sempre tive...no início deste ano também comecei a correr e já conseguia fazer 5km sem parar...depois fui-me fartando e mudei para o cycling e agora quando tento correr já me custa...e desisto! tento pensar que se aguento 45min a pedalar em esforço, se já aguentei 2horas, porque não correr? Quando leio os blogues das meninas por aqui que correm, penso sempre que não sou capaz... é bom ler a tua experiência, obrigada :)!

    ResponderEliminar
  3. adorei o post!
    cá eu, não gosto muito de correr, mas enfim... tem que ser!
    beijocas*

    ResponderEliminar
  4. Eu adorava conseguir correr muito.
    Ainda houve uma altura que consegui correr 30m seguidos, mas ultimamente o meu coração queixa-se e nao dá...
    Mas conseguir correr parece-se uma coisa de liberdade, de fugir das coisas más... algo assim...
    15 minutos já é muito bom!!!
    nao tarda e vais estar de novo nos 30 e depois outros records!!
    Gostei muito do teu textos.

    Beijinhos grande e bamozimbora :D***

    ResponderEliminar